Setembro Dourado: unindo forças contra o câncer infantojuvenil

Câncer é a doença que mais mata crianças e adolescentes no Brasil.

Além de receber o tom amarelo prol da prevenção do suicídio, o mês de Setembro também é dourado. A cor áurea simboliza o Setembro Dourado, campanha que busca conscientizar sobre o câncer infantojuvenil, além de inspirar a população a se unir em busca de mais recursos para as pesquisas na área.

Setembro Dourado: unindo forças contra o câncer infantojuvenil 1

A iniciativa nasceu em meados de 2012, poucos meses após a americana Annie Bartosz perder o irmão gêmeo, Jack, depois de quase 7 anos de tratamento contra um neuroblastoma. Inspirada pelas ações do Outubro Rosa – que mobilizam cidades em virtude do câncer de mama –, a menina de apenas 11 anos resolveu pintar a cidade de dourado para homenagear todas as crianças batalhando contra neoplasias malignas.

O projeto, que iniciou nos Estados Unidos, se espalhou pelo mundo e chegou ao Brasil, país onde o câncer é a doença que mais faz vítimas entre crianças e adolescentes de 0 a 19 anos.

Câncer infantojuvenil no Brasil

Segundo informações do Instituto Nacional de Câncer (INCA), órgão auxiliar do Ministério da Saúde, mais de 12 mil crianças e adolescentes são diagnosticados com câncer anualmente no país. Ou seja, são em torno de 32 novos pacientes infantojuvenis todos os dias – e, com eles, um número ainda mais extenso de famílias e comunidades abaladas pela doença.

Setembro Dourado: unindo forças contra o câncer infantojuvenil

E é exatamente essa a intenção do Setembro Dourado:

Envolver a comunidade no processo de combate ao câncer, conscientizando a todos sobre os principais sintomas da enfermidade.


Assim, é possível diminuir os riscos de desinformação dos responsáveis por essas crianças e adolescentes para identificar e tratar a patologia antes que seja tarde demais.

A importância do diagnóstico precoce

Estima-se que cerca de 70% das crianças afetadas com câncer têm possibilidade de recuperação caso o diagnóstico seja feito precocemente e o tratamento realizado em centros de saúde adequados, conforme dados da Sociedade Brasileira de Oncologia Pediátrica (Sobope).

Da mesma forma, é de extrema importância que os médicos e demais profissionais da saúde estejam atentos aos indicativos de câncer, independentemente de suas área de atuação.

Médicos e demais profissionais da saúde precisam estar atentos aos indicativos de câncer.

Conheça alguns dos sintomas do câncer em crianças e adolescentes:

  • Cansaço e palidez constantes
  • Dores de cabeça e vômitos
  • Perda significativa de peso
  • Reflexo branco nos olhos
  • Manchas roxas na pele, como hematomas ou pintas vermelhas
  • Sangramento no nariz e gengivas
  • Dores nas pernas que não passam
  • Perda de equilíbrio
  • Diminuição do poder de visão
  • Aumento do tamanho da barriga
  • Dor generalizada sem apresentar causa aparente
  • Caroços nas axilas, pescoço e virilha
  • Febre intensa sem causa aparente

Mediante a presença de algum dos sintomas acima, deve-se encaminhar a criança ou adolescente ao médico pediatra.

Deixe o seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Agora você está offline

%d blogueiros gostam disto: