Novidades

Pesquisa mostrará mapa detalhado da Covid-19 no Brasil

Mapear, com detalhes, a Covid-19 no Brasil é um dos objetivos do Ministério da Saúde, em parceria com a Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) e outras instituições, na Pesquisa de Prevalência de Infecção por Covid-19 no Brasil (PrevCOV). Neste momento, o estudo sorológico está na etapa de coleta de amostras dos participantes em várias regiões do país e a participação de cada voluntário é importante para montar esse mapa.

“Com a realização da PrevCOV pretendemos conhecer mais sobre a dinâmica de transmissão do vírus em nosso território, informações importantes para conduzir e aperfeiçoar as ações de saúde pública e de prevenção. Por isso, a adesão da população em cada um dos municípios selecionados para pesquisa é fundamental”, ressaltou o secretário de Vigilância em Saúde, Arnaldo Medeiros.

Pesquisa mostrará mapa detalhado da Covid-19 no Brasil 2

A pesquisa é voltada, principalmente, para a avaliação a prevalência da Covid-19 na população brasileira, em diferentes recortes geográficos. Os dados também permitirão cálculos mais precisos de indicadores de morbidade e de letalidade pela doença.

Mais de 211 mil pessoas serão convidadas a participar da pesquisa, em 274 cidades brasileiras. Para que os dados sejam coletados, é necessária a visita de um profissional contratado pelo Ministério da Saúde na casa dos participantes, que farão um exame de sangue, para identificar a presença de anticorpos da Covid-19. Essa etapa, uma das principais do estudo, pode gerar algumas dúvidas. Por isso, a partir de agora, você conhece todos os detalhes do PrevCOV e a importância do estudo para todo o Brasil.

1ª etapa

A primeira etapa da pesquisa já foi concluída no dia 9 de agosto. O Ministério da Saúde selecionou pessoas que participaram da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios – a PNAD COVID-19, produzida pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE) e fez um contato por telefone. Os participantes que aceitaram participar foram entrevistados e a visita dos profissionais na casa deles foi agendada. Essa foi a primeira rodada da coleta de exames de sangue

2ª etapa

A segunda etapa está em andamento neste momento e deve terminar no dia 30 deste mês. Diferentemente do que ocorreu na primeira rodada, desta vez, os profissionais do Grupo Pardini, laboratório contratado pelo Ministério da Saúde, farão o primeiro contato diretamente na residência para a coleta de quem quiser participar. Portanto, não há contato prévio por telefone.

As pessoas que toparem participar, receberão um termo de consentimento e menores de 18 anos devem ter autorização dos pais ou responsáveis.

O Ministério da Saúde não exige nenhum código de confirmação no celular para cadastro na pesquisa

Pesquisa mostrará mapa detalhado da Covid-19 no Brasil 3

Pesquisa com segurança

Os funcionários que realizam a coleta estão uniformizados com crachá de identificação, camiseta e boné com a marca da campanha. Os profissionais estão treinados para realizar o procedimento respeitando todas as normas sanitárias impostas para evitar contaminação pelo coronavírus. Também explicarão detalhadamente o que é a pesquisa e o participante pode aceitar ou não participar.

Próximo passo

Após a coleta, as amostras serão processadas pela Fiocruz, e um quantitativo será armazenado para compor uma soroteca nacional relacionada à infecção pelo novo coronavírus. Após a realização do exame, os resultados poderão ser consultados pelo próprio participante.

É importante deixar claro que os dados dos participantes não serão divulgados. Serão adotados todos os procedimentos de segurança da informação já utilizados pelo IBGE, visando a não identificação dos participantes e a confidencialidade de todos os dados coletados. Somente os dados analisados em conjunto serão divulgados, mas nunca com informações pessoais dos participantes.

Adesão dos municípios

Para que seja garantido o sucesso da pesquisa, é necessária a adesão dos voluntários. Para incentivar a participação, representantes do Comitê de Governança da pesquisa estão fazendo uma série de reuniões com representantes das secretarias estaduais de saúde de todos os estados para tirar quaisquer dúvidas e orientar os gestores locais quanto ao incentivo para que a população participe.

Saiba mais sobre a PrevCOV. Para mais informações, ligue no 136.

Deixe o seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Agora você está offline

%d blogueiros gostam disto: