Conheça o cenário das especializações médicas no Brasil

Os médicos brasileiros estão atentos sobre a importância da atualização e do aprofundamento de conhecimentos para conquistar boas oportunidades no mercado de trabalho: 6 em cada 10 profissionais possuem título de especialista.

São 282.298 especialistas, contra 169.479 generalistas. Os dados fazem parte da mais recente Demografia Médica nacional.

O leque de opções no Brasil, atualmente, engloba 54 especialidades reconhecidas pela Associação Médica Brasileira (AMB), Conselho Federal de Medicina (CFM) e Comissão Nacional de Residência Médica (CNRM). A Região Sul apresenta o maior número proporcional de médicos especialistas (2,27 para cada generalista), com 47.482 profissionais com o título contra 20.948 generalistas.

Quatro especialidades representam quase a metade de todos os títulos de especialistas do País (38,4%): Clínica Médica, Pediatria, Cirurgia Geral e Ginecologia e Obstetrícia. Somadas às seis subsequentes somam 63,6% do total.

Além disso, as primeiras 20 especialidades reúnem 80,4% dos profissionais titulados. Os campos com menor procura entre os residentes são Genética Médica (0,1%), Radioterapia, Cirurgia da Mão e Medicina Legal e Perícia Médica (todos com 0,2%).

Conheça o cenário das especializações médicas no Brasil 2
Fonte: estudo Demografia Médica 2018

Cresce o número de mulheres na Medicina

Apesar de os homens ainda serem maioria entre os médicos (54,4%), o levantamento mostra um número cada vez maior de mulheres na profissão (45,6%). Porém, essa distância vem caindo a cada ano, sendo que o sexo feminino já predomina entre os médicos mais jovens, sendo 57,4%, no grupo até 29 anos, e 53,7%, na faixa entre 30 e 34 anos.

Quando se observa a série histórica da população de médicos segundo sexo, as mulheres representavam 22,3% e 21,5%, respectivamente em 1910 e 1920.  E este percentual oscilou para baixo, chegando a 13%, em 1960. A partir de 1970 esta proporção tem crescido: 23,5%, em 1980; 30,8% em 1990; 35,8% em 2000; e 39,9% em 2010.

Conheça o cenário das especializações médicas no Brasil 3
Fonte: estudo Demografia Médica 2018

Números gerais no Brasil

Segundo a Demografia Médica, em janeiro de 2018, havia 452.801 médicos (2,18 por mil habitantes). Na comparação com a primeira edição do estudo, em 2010 esta razão era de 1,91 por grupo de mil. Quando a referência são os dados do início do século passado, nota-se um crescimento de 2.219,8% para 2017.

Além da mudança de perfil, o estudo aponta um crescimento da população médica no País. Os dados demográficos acentuam a rapidez com que o tamanho desse grupo vem aumentando:

Conheça o cenário das especializações médicas no Brasil 4

Médicos cada vez mais jovens

Outra constatação interessante é o rejuvenescimento dos profissionais médicos no Brasil. A média de idade, segundo a pesquisa, é de 45,4 anos. De acordo com os realizadores da pesquisa – o professor da Faculdade de Medicina da USP, Mário Scheffer, com o apoio institucional do CFM e do Conselho Regional de Medicina de São Paulo (Cremesp) – este resultado se deve, entre outros fatores, ao aumento dos cursos de Medicina no País.

Conheça o cenário das especializações médicas no Brasil 5

Deixe o seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Agora você está offline

%d blogueiros gostam disto: